Responsável Técnico

Dr. Denis Valente | Cirurgião plástico

CREMERS 24617 | RQE 18465

Lipoaspiração

O princípio da lipoaspiração baseia-se na introdução, através de pequenas incisões na pele, de cânulas finas até o interior da camada gordurosa subcutânea. Essas cânulas são ocas e possuem orifícios em suas pontas, o que permite que a gordura seja sugada pela pressão negativa aplicada. Na região dos braços os resultados costumam ser bons, visto que a retração de pele nesta área é mediana. Em pacientes selecionados pode ser um método de tratamento eficaz.

Candidatos

Pacientes que apresentem excesso de tecido adiposo nos braços sem flacidez de pele associada.

Duração total da cirurgia

Cerca de 50 minutos.

Anestesia

Anestesia local, com ou sem sedação prévia realizada pelo anestesiologista.

Internação/Ambulatório

Ambulatorial, alta logo após o procedimento ou após 4 horas.

Objetivos

Os objetivos da lipoaspiração consistem basicamente em modificar o acúmulo de gordura nos braços tornando a região tratada mais bonita e em harmonia com o restante do corpo. Pode ser utilizada isoladamente ou em conjunto com outras cirurgias plásticas.

Incisões e técnica

As incisões costumam ser posicionadas em locais de difícil visualização e costumam ter o comprimento de cerca de 0,3cm. Todos os cuidados serão tomados para que essas incisões sejam posicionadas em locais menos visíveis, e tornem-se linhas discretas e praticamente imperceptíveis, com o passar do tempo. Através de cânulas com diversos orifícios e ligada em uma fonte de vácuo retiramos a gordura acumulada e se necessário colocamos alguma quantidade desta em outros locais do corpo que desejamos aumentar.

Usualmente nos valemos do auxílio de aparelhos de ultrassom e de vibrolipoaspirador. A escolha destes elementos é individualizada para cada paciente.

Efeitos indesejáveis

As complicações sérias de lipoaspiração não são comuns. As complicações potenciais são basicamente assimetrias, ondulações, pigmentações da pele e sangramento. Insensibilidade temporária da pele e hematoma (acúmulo de sangue) são complicações possíveis. Irregularidades da pele podem ocorrer em alguns pacientes e podem ser tratadas se necessário. A infecção é muito rara. Edema local que costuma ceder em até 2 meses é o que ocorre na quase totalidade das pacientes.

Recuperação

Utilizamos faixa compressiva durante três dias, os exercícios físicos leves podem ser realizados 5-7 dias após o procedimento e exercícios mais pesados cerca de 3-4 semanas após a cirurgia. Os pacientes geralmente se queixam de relativo dolorimento ao toque nos primeiros dias, sendo este quesito passível de ampla variação, uma vez que o limiar de dor pode variar significativamente de uma pessoa para a outra. Caso exista algum desconforto maior, as medicações convencionais serão suficientes para resolver o problema, sempre com o devido conhecimento e prescrição do médico.

Vídeo