Responsável Técnico

Dr. Denis Valente | Cirurgião plástico

CREMERS 24617 | RQE 18465

Orelhas

Alterações no posicionamento das orelhas acabam por gerar uma condição estigmatizante. A correção cirúrgica dos desvios da orelha se constitui num dos procedimentos estéticos indicados ainda na infância. A chamada “Orelha de Abano” é uma condição que pode gerar graves distúrbios psicológicos pela diminuição da auto-estima e idéias de desvalia verificada tanto em crianças quanto em adultos. O aspecto das orelhas separadas e protusas costuma conferir também uma imagem de deficiência intelectual, fato este inclusive utilizado por diversos personagens cômicos que pretendem passar a imagem humorística de pessoa atrapalhada, colocando suas orelhas em posição “vexatória”. A cirurgia plástica das orelhas corrige o posicionamento e o contorno cartilaginoso podendo ocasionar importantes melhorias estéticas.

Candidatos

Em geral crianças a partir dos 5 anos de idade, mas também pode ser realizada em adultos.

Duração total da cirurgia

De 90 à 120 minutos.

Anestesia

Crianças geralmente anestesia geral.  Adultos, local com sedação.

Internação/Ambulatório

Ambulatorial de 2-12hs após o término da cirurgia.

Recuperação

Volta ao trabalho ou à escola usualmente à partir do segundo dia. Esportes de contato, de um a dois meses. Paciente fica utilizando faixa compressiva para dormir nas 3 semanas iniciais.

Objetivos

Reduzir o tamanho de orelhas grandes e colocar orelhas protuberantes, de abano, mais perto da cabeça. Trazer equilíbrio facial.

Incisões e técnica

As incisões ficam, em geral, na dobra de pele atrás da orelha. A cicatriz é pequena e situada atrás da orelha, usualmente ficando bem camuflada. As cartilagens são tratadas e o excesso removido, restabelecendo-se a forma e posição desejada.

Efeitos indesejáveis

Dor que pode ser tratada com analgésicos. Inchaço, vermelhidão, insensibilidade na primeira semana após a cirurgia. Resultados melhoram após a segunda semana.