Responsável Técnico

Dr. Denis Valente | Cirurgião plástico

CREMERS 24617 | RQE 18465

CIRURGIA PLÁSTICA DO NARIZ RINOPLASTIA


Antes da execução de qualquer cirurgia plástica, objetivos devem ser traçados. Para isso existe uma série de medidas e proporções baseadas em marcos faciais, cefalometria craniofacial, ideais renascentistas, e até na proporção áurea. Apesar de várias destas medidas servirem para orientação em relação ao planejamento, elas podem não ser aplicáveis para todos. Isto porque cada pessoa já tem as suas características próprias pré-determinadas, como o tamanho do esqueleto ósseo, a espessura e volume da pele e tecido subcutâneo, além das características étnicas. É desaconselhável criar uma estética nasal definida somente pelos parâmetros considerados ideais, visto que o nariz ideal não é adequado para todos os rostos, sendo assim a cirurgia de nariz deve ser extremamente individualizada para cada paciente.

Portanto, o planejamento cirúrgico da rinoplastia é feito baseado na combinação dos parâmetros ideais, medidas estéticas nasais atuais da pessoa e características individuais de cada individuo, visando obter um nariz harmônico e proporcional. Antes de tudo, ele deve ser natural, balanceado entre suas várias partes, equilibrado e sem os estigmas de cirurgia plástica como eram as cirurgias plásticas do passado. O nariz deve ficar bonito, porém não deve se destacar na face. O que se deseja é tirar o papel de protagonismo na estética facial de um nariz de volume ou proporções inadequadas ajudando a valorizar e destacar várias outras características faciais da pessoa que passará por essa cirurgia.

LIPOASPIRAÇÃO: COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER


Lipoaspiração não emagrece
O procedimento não é indicado para obesos. A lipo serve para modelar o corpo, retirando gordura localizada, não para emagrecer. Se o paciente faz com essa intenção, a tendência é que a gordura retorne. E, pior de tudo, para uma região menos saudável, a intra-abdominal, que está mais relacionada a doenças, como infarto e AVC.

Há um limite da quantidade de gordura que pode ser retirada
Há um decreto do CFM (Conselho Federal de Medicina) que estipula que os médicos só podem retirar até 7% do volume corpóreo total do paciente, o que já é bastante. Quer fazer lipo? Fale com o plástico sobre esse número.

A gordura retirada da cirurgia pode ser aplicada em outra região
Os cirurgiões usam a gordura retirada numa lipo para corrigir irregularidades do corpo. Por exemplo, se a lipoaspiração é no culote, o médico pode enxertar a gordura no bumbum.

O resultado da cirurgia só aparece depois de três meses
Dá até para ter uma noção do resultado da lipoaspiração no primeiro mês, mas o inchaço permanece. O resultado, mesmo, só será visto de três a seis meses após a operação. A cicatrização completa da cirurgia só acontece depois de dois anos.

É possível ganhar peso depois da lipo
Além do inchaço, é possível ganhar peso depois da lipo. Nosso corpo sempre busca atingir um equilíbrio. Se ele está acostumado com uma certa quantidade de gordura, quando ela é eliminada, tenta recuperar. Por isso, o paciente deve ter orientação para controle alimentar e de atividade física no pós-operatório.

Se engordar, a barriga pode ficar estranha
Muita gente volta a engordar depois de fazer a lipoaspiração. Quando isso acontece, normalmente, a gordura se acumula em todos os lugares que não foram submetidos ao procedimento, deixando a região do corpo desproporcional.

Você vai precisar fazer drenagem
Após uma cirurgia, normalmente, há retenção de líquidos. Por isso, a drenagem linfática é necessária. Ela ajuda nessa eliminação, melhora a circulação sanguínea e alivia as dores pós-cirúrgicas.

A escolha do médico é o momento mais importante
Tenha certeza de que o profissional escolhido tenha título de especialização. Consulte o número de inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico e busque o nome dele no site da SBCP (http://www2.cirurgiaplastica.org.br/).

A cirurgia deve ser feita preferencialmente em um hospital
Não há uma regra estabelecida de quais são os locais onde a lipoaspiração pode ser realizada. No entanto, a maioria dos médicos opta por fazer em hospital, pela segurança do local em caso de complicações no procedimento. Sem dúvida, é a melhor alternativa.

Toda cirurgia tem riscos
As tragédias acontecem, principalmente, por culpa de médicos não credenciados como cirurgiões plásticos.
Fonte SBCP

TRATAMENTO DE PAPADA


A gordura que temos no pescoço costuma ser tratada de 3 formas:
1. Aplicação de enzimas nessa área, essa técnica é feita com anestesia local e não leva pontos, nem deixa cicatrizes. São necessárias 2 ou 3 sessões para que se observe algum efeito. Essas enzimas destroem a gordura e irritam a pele fazendo com que ocorra diminuição do volume e retração da pele.
2. Lipoaspiração que pode ser feita no hospital ou na própria clínica, leva 1 ponto e deixa cicatriz com cerca de 1cm. Em 1 sessão se vê o resultado que ocorre pela redução da gordura.
3. Retirada de pele. Pequena cirurgia onde se retira o excesso de pele deixando uma cicatriz de posicionamento e tamanho variável.

MINHA AMIGA TROCOU O SILICONE, POSSO USAR A PRÓTESE ANTIGA DELA?


Essa é uma pergunta que frequentemente é feita, e já ouvi relatos de pessoas que venderam suas próteses usadas para serem colocadas em outras pessoas.
A resposta é bem simples, prática e indiscutível: NÃÃÃÃÃÃOOOO!!!
Contudo, mais do que saber a resposta é importante entender as razões de não poder usar a prótese que saiu do corpo de outra pessoa:
Os implantes mamários são revestidos por uma membrana semipermeável que permite que células do corpo da pessoa entrem no gel de silicone que está dentro da prótese. Essa é a principal razão, visto que por mais que se esterilize não se conseguirá limpar completamente os resquícios biológicos dentro do gel de silicone que podem gerar doenças imunológicas e infecções em quem receber a prótese antiga. Alguns podem questionar: Se podemos receber um rim de uma pessoa porque não se pode receber uma prótese? A resposta é que ao receber um rim se tem de tomar uma série de medicações ao longo da vida para evitar a rejeição, essas medicações têm uma gama de efeito colaterais e certamente menos de 1 mês desse tratamento seria mais caro do que 1 implante zero kilômetro.
Além disso, as próteses sofrem um desgaste natural durante o tempo que permaneceram na pessoa, associando a isso o desgaste de uma nova esterilização teremos uma prótese frágil, sem garantia e com risco muito maior de ruptura. Então, NÃO HÁ JUSTIFICATIVA PARA REUTILIZAR IMPLANTES USADOS.

MAMA TUBEROSA


A mama Tuberosa, também conhecida por Mama Tubular, é uma deformidade rara, presente em mulheres jovens, podendo acometer uma ou ambas as mamas. Ocorre devido à presença de um tecido fibroso em forma de anel na base da mama, localizado abaixo da aréola, que não permite o correto desenvolvimento mamário durante a puberdade. Este anel fibroso impede o crescimento usual da mama, fazendo com que ocorra apenas o crescimento mamário em direção da aréola. Com isso a mama fica com o formato de um tubo, o sulco mamário se posiciona mais alto do que o normal e a aréola aumenta. A cirurgia reparadora da mama tuberosa reduz o diâmetro da aréola, baixa o sulco mamário para sua posição correta, desfaz o anel fibroso e reorganiza o tecido mamário com a colocação de implantes de silicone.

Página 1 de 1012345...10...Última »